segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Top 10 - Filmes sobre Transtornos Mentais


Outros blogs psi (como o Psicológico e o KanzlerMelo) já comentaram a lista de filmes sobre transtornos mentais elaborada pela "Dr. Deb" (Deborah Serani) em um post recente de seu blog, mas, para quem não leu - talvez por estar em inglês - , segue abaixo um tradução amadora (feita por mim mesmo) de seu post com os títulos brasileiros dos filmes e respectivos trailers. Nos próximos posts minhas listas pessoais...



Top 10 - Filmes que retratam Transtornos Mentais

Eu amo assistir filmes. A experiência cinematográfica não apenas diverte, mas também informa. Aqui está o meu top 10 com filmes que retratam os transtornos mentais e a psicoterapia de forma realista.

1. Gente como a gente (Ordinary People - TEPT, depressão)

É meu filme favorito de todos os tempos, pois retrata a experiência humana de perda tão bem, além de expor a psicoterapia de uma forma realista. Estréia na direção de Robert Redford. Mary Tyler Moore, Donald Sutherland, Judd Hirsch e Timothy Hutton estão maravilhosos em suas performances.

2. Uma mente brilhante (A Beautiful Mind - Esquizofrenia) 

A verdadeira história do Prêmio Nobel John Nash é contada neste filme premiado. Russell Crowe e Jennifer Connelly estrelam. Dirigido por Ron Howard. 

3. O solista (The Soloist - Esquizofrenia) 

Esta é a história real de Nathaniel Anthony Ayers, um ex-estudante da [escola de artes performáticas] Julliard, que cai nas profundezas da esquizofrenia. Quando o jornalista, Steve Lopez, faz amizade com ele, o mundo de ambos muda. As questões éticas do tratamento da doença mental são retratadas de forma realista. Robert Downey Jr. e Jamie Foxx oferecem grandes desempenhos.

4. Canvas (Esquizofrenia) 

Um jovem rapaz acompanha um episódio psicótico de sua mãe com a ajuda de seu pai e amigos. Joe Pantoliano, Marcia Gay Harden e Devon Gearhart são inspiradores para assistir. 

5. Bird (Abuso de Substâncias / Distúrbios Alimentares) 

A verdadeira história de Charlie "Bird" Parker lenda do Jazz, e suas lutas com a doença mental. Dirigido por Clint Eastwood e estrelado por Forest Whitaker. Trilha sonora fantástica. 

6. Rain Man (Autismo)

Dustin Hoffman oferece um desempenho premiado como um homem com autismo e Tom Cruise como o irmão que não o entende.

7. Sem medo de viver (Fearless - TEPT) 

Jeff Bridges está inesquecível como um sobrevivente de um acidente de avião, assim como Rosie Perez, neste conto do trauma emocional, perda e recuperação

8. A garota ideal (Lars And The Real Girl - Fobia Social)

Este filme me nocauteou com sua narrativa comovente de um jovem que vive em uma comunidade rural de Minnesota. Ryan Gosling e Emily Mortimer estrelam.

9. O leão no inverno (A Lion In Winter - Transtornos de Personalidade, Disfunção Familiar) 

Transtornos de personalidade diversos, bem como mecanismos de defesa adaptativos visto frequentemente em disfunções familiares são apresentados em linguagem vívida e performática de tirar o fôlego. Peter O'Toole, Katherine Hepburn e um jovem Anthony Hopkins deslumbram neste premiado filme. É antigo mas é muito bom - e é baseado na vida do Rei Henry II.

10. Segredos da noite (The Night Listener - Transtorno factício)

Robin Williams e Toni Collette retratam uma história verdadeira, baseada nas experiências do autor Armistead Maupin e sua conexão com um misterioso rapaz.

Há tantos mais que eu poderia citar, mas estes são os meus favoritos. Acesse os sites Psychmovies e Cinematherapy.com para obter mais sugestões de filmes.

Quais são seus favoritos?

Suicídio - Parte 1



Psicologia Objetal


Porque às vezes um charuto não é só um charuto...

Aprendizagem por imitação

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Mentes e máquinas

70 anos da morte de Freud


OBS: Traduzido e adaptado por mim mesmo. O original pode ser visto aqui.

Não sou psicanalista - na verdade nem gosto muito de psicanálise - mas tenho que admitir que Freud, pelo menos no Brasil, nunca esteve tão forte... feliz ou infelizmente! Para ler mais a respeito dos setenta anos da morte do (como diria Inri Cristo) Paaai da Psicanálise clique aqui.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Psicologia na TV - Lie to me


Na edição passada da revista Veja, foi publicada uma interessante reportagem ("A mentira tem pernas curtas") sobre a nova série da Fox "Lie to me", que estréia dia 29 de Setembro (Terça-Feira) às 22 horas. De acordo com a revista:

Ao explorar as possibilidades da linguagem corporal na detecção de mentiras, Samuel Baum, o roteirista e criador de Lie to Me, recorreu à melhor fonte possível. Professor aposentado da Universidade da Califórnia em São Francisco, Paul Ekman, consultor científico da série, rodou o mundo nos anos 60, do Brasil à Nova Guiné, com o objetivo de comprovar uma ideia que então ia contra a visão de seus pares: a de que as expressões faciais não são mero reflexo da cultura de cada povo, e sim um componente da naturezahumana. Ekman identificou mais de 10 000 variações da fisionomia e determinou como cada uma se relaciona aos diferentes estados emocionais. Mais recentemente, ele se devotou ao estudo daquilo que chama de microexpressões. No contato social, as pessoas se autocondicionam desde cedo a mascarar o que sentem – alguém pode exibir um sorriso, embora esteja sentindo raiva. Só que, em razão da atividade involuntária de alguns de seus músculos, a face estampa as emoções reais de forma instantânea. Em questão de décimos de segundo, a pessoa consegue alterá-la. Ekman criou um programa de computador para treinar pessoas na detecção dessas mudanças rápidas – programa, aliás, que os personagens de Lie to Me usam. A série aborda ainda outra fonte de pistas sobre os mentirosos analisada à exaustão por Ekman: o gestual. Há exemplos engraçados da exibição involuntária dos chamados "emblemas" – gestos que têm um significado preciso em cada cultura – por figurões da política. Em momentos de irritação, o presidente americano Barack Obama e o ex-secretário de Defesa Donald Rumsfeld deixaram escapar (ainda que de forma disfarçada) nada menos do que os dedos médios em riste.

Interpretado pelo inglês Tim Roth com algo daquele jeitão rabugento do protagonista de House (vivido por outro inglês, Hugh Laurie), Lightman não hesita em usar seus conhecimentos para manipular os outros, mas cai nas lorotas da filha adolescente. Da mesma forma, sua assistente mais experiente parece cega aos sinais gritantes de traição por parte do marido. Mentir e ser vítima da mentira, afinal, são decorrências da vida – no primeiro episódio da série, informa-se que uma pessoa mente em média três vezes em dez minutos de conversa. Uma grande sacada de Lie to Me é não enveredar pelo moralismo. Não se pode perder de vista, afinal, que a dissimulação tem seu papel, digamos, civilizatório. Pode substituir a violência franca na resolução de um conflito. "A mentira é uma forma de inteligência, transmitida de pais para filhos desde cedo", diz o neurologista Benito Damasceno, da Universidade Estadual de Campinas, a Unicamp. Poucos, contudo, são tão hábeis em percebê-la quanto um Cal Lightman.


Parece interessante! Abaixo o trailer do primeiro episódio.


terça-feira, 22 de setembro de 2009

Video da Semana - Teste do Marshmallow


O video não está legendado, mas é fácil entender a experiência que ele reproduz: a pesquisadora coloca um suculento doce na frente da criança e avisa “Eu vou deixar um marshmallow na sua frente. Se eu voltar e você não o tiver comido, você ganha mais um”. As reações das crianças são hilárias! O economista e filósofo Eduardo Gianetti já havia mostrado em seu espetacular livro O valor do amanhã (que virou série no Fantástico – ver o primeiro episódio abaixo), que as crianças – e os animais – são míopes temporais, ou seja, vivem basicamente o tempo presente, preocupando-se somente com o imediato. A perspectiva de futuro é estranha demais, tanto que, em experiências semelhantes, as crianças quase sempre comem o doce antes. Não suportam esperar...


Na contracapa do livro O valor do amanhã há um trecho que resume toda esta importante discussão: "Desfrutar o momento ou cuidar do amanhã? [...] O cérebro humano é formado por circuitos modulares que não estão perfeitamente integrados. A Perspectiva concreta de gratificação imediata de certos desejos ativa uma certa região do cérebro - o sistema límbico - que demanda pronta satisfação sem se importar com o amanhã. Mas a impaciência de curto prazo não é tudo. O primata impulsivo que nos agita em segredo tem um adversário à altura: o córtex pré-frontal, que pondera os prós e os contras de diferentes escolhas e não se deixa levar com facilidade pela sedução do momento. Se a atração pelo prazer do momento [...] ata-nos ao presente, o cuidado com o amanha imaginado [...] elevam-nos ao futuro. No sempre renovado embate entre a impulsividade da cigarra límbica e o calculismo prudente da formiga pré-frontal, o resultado não está dado de antemão". Brilhante...

Relacionamentos virtuais


OBS: traduzido e adaptado por mim mesmo.

Blogueiro profissional

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Saúde e doença


OBS: traduzido e adaptado por mim mesmo.

E o DSM-V vem aí para nos dizer que somos todos doentes...

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Psiquiatria e indústria farmacêutica

"Nós podemos tentar uma separação cirúgica, mas temos muitas dúvidas se vocês sobreviveriam sozinhos" (tradução livre)

Lobotomias


Eis a maneira que alguns "cientistas" encontraram para fazer isso...


OBS: agradeço Felipe Epaminondas, do blog Psicológico, pela dica.

Existem, no entanto, formas mais sutis de se fazer a mesma coisa...

OBS: traduzido e adaptado por mim mesmo. O original pode ser visto aqui.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Video da Semana - A casa dos Mortos (2009)

Semana passada, recebi por e-mail a indicação do espetacular documentário em curta-metragem "A casa dos Mortos", que disponibilizo abaixo. Segundo a autora do e-mail, este video "retrata a realidade dos Hospitais de Custódia e Tratamento (os Manicômios Judiciários) no Brasil. Lançado em abril deste ano, o curta produzido pela antropóloga e professora da Universidade de Brasília, Débora Diniz, já foi exibido em várias oportunidades, debatido e noticiado, porém (ao que me parece) esquecido!! Não deixe de (re)assistir! Os desafios para extinção destes locais estão cada vez mais amplificados, é preciso interposições estratégicas, sem falar na utilização de alternativas!! Divulguem e promovam debates! Vamos aproveitar o Dia Mundial da Saude Mental e os eventos na sua cidade!". Prontamente divulgado...


OBS: saiba mais sobre este documentário clicando aqui.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Piso Salarial dos Psicólogos


Recebi hoje o seguinte e-mail: "Prezados associados e demais psicólogos(as), segue em anexo texto do Projeto de Lei 5440/2009, de autoria do Dep. Mauro Nasif (PSB/RO), buscando estabelecer o Piso Salarial dos Psicólogos em R$ 4.650,00. Recebemos o pedido de divulgação da Federação Nacional de Psicólogos - Fenapsi (http://fenapsi. org.br/site/). Solicitamos que encaminhem para seus contatos. É do interesse da categoria publicizar ações que evidenciem a necessidade de mudança na realidade trabalhista do psicólogo brasileiro, pois acredita que uma luta de todos(as) só se faz com todos(as). Cadastrem-se no sítio da Câmara para acompanhamento do Projeto".

O Projeto de Lei - Clique aqui para ler.
Consulta para acompanhamento do Projeto na Câmara: clique aqui.
Deputado Mauro Nazif: clique aqui.
Email do Dep. Mauro Nazif: dep.mauronazif@camara.gov.br

Não custa lembrar o que disse o genial dramaturgo e poeta alemão Bertold Brecht no poema "O analfabeto político", recitado no belo video que segue.