quinta-feira, 31 de julho de 2008

Ninguém lê Erratas, mas...

... a edição de agosto da revista Superinteressante publicou a "correção" de um erro que apontei anteriormente neste blog, relativo à reportagem "A cura pela palavra", capa da edição de Julho da revista:
Ainda que tenha influenciado fortemente a Psicologia, a psicanálise não deu origem a ela. Seu verdadeiro criador foi o alemão Wilhelm Wundt, que abriu o primeiro laboratório em 1979.
Bem, a palavra "criador" talvez não seja adequada. Mais correto seria afirmar que Wundt institucionalizou ou sistematizou a Psicologia, afinal, como disse Ebbinghaus : "A Psicologia tem um longo passado, ainda que uma história curta". Os temas psicológicos são discutidos desde a Grécia Antiga e provelmente até antes. Mas, apesar da "Errata errada", a merda já está feita pois quem leu somente a edição de Julho e não é estudante de psicologia ou psicólogo, ainda deve achar que Freud é o pai da Psicologia. A imprensa parece seguir o irônico "bom conselho" do mestre Chico Buarque, "agindo duas vezes antes de pensar". Triste realidade!
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário: